Os fatores de risco predominantes para a disfunção erétil

xgrow up

Além da idade, os fatores de risco predominantes para a disfunção erétil são os mesmos que para as doenças cardiovasculares:

tabaco;

diabetes;

hipertensão;

anormalidades lipídicas;

obesidade;

falta de exercício físico

Essencialmente, todas as condições que danificam o funcionamento dos vasos sanguíneos. Outros fatores de risco incluem depressão ou distúrbios endócrinos.

Certos medicamentos para pressão alta ou baixos níveis de lipídios no sangue também podem exacerbar essa disfunção erétil.

Os sintomas da impotência

Os sintomas mais comuns associados à disfunção erétil são a incapacidade de atingir e manter uma ereção durante a relação sexual, baixa libido, bem como forte ansiedade sobre o desempenho sexual.

Outros tipos de disfunção sexual masculina podem incluir:

problemas de libido, de interesse sexual;

orgasmo;

ejaculação.

Tratamento de impotência

As opções de tratamento para lutar contra a impotência são variados, e a escolha vai depender de factores tais como a gravidade da disfunção eréctil, a sua causa, e a escolha do paciente e o seu parceiro. Aviso: Muitos produtos entregues na Internet ou nas lojas, com a alegação de que podem ajudar a solucionar a disfunção erétil, podem ser ineficazes, até prejudiciais.

A mudança no estilo de vida que mais pode afetar a incidência de disfunção erétil é a prática de atividade física. Outras mudanças de estilo de vida nem sempre podem restaurar a atividade erétil: às vezes é tarde demais. Perda de peso através de dieta e exercício pode ajudar a melhorar a ereção.

Se a impotência está relacionada a um efeito colateral de um medicamento, o médico pode prescrever uma molécula alternativa.

A terapia psicossocial pode ser eficaz quando fatores emocionais ou psicológicos contribuem para a disfunção erétil. Acesse xgrow up e obtenha mais informações. Tratamentos psicossexuais podem variar de educação sexual simples, através de uma melhor comunicação entre os dois parceiros, para terapias cognitivo-comportamentais. Eles são frequentemente combinados com farmacoterapia.

Cannabis e impotência e disfunção erétil

A disfunção erétil costuma estar ligada a uma causa psicológica, como, por exemplo, o medo da impotência. No entanto, nos últimos anos, a impotência masculina tem sido cada vez mais associada a causas físicas, como distúrbios da pressão arterial ou níveis hormonais.